Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

24
Jul13

( vazia )

Carolina
mais que o vazio que em mim transborda, sou quase nada. certa disso e não de todas as minhas escolhas, posso andar para a frente todos os dias, sem ter de olhar para trás, porque o que lá ficou não tem abertura de boca suficiente para me mordiscar. ou pelo menos dizer que desse medo não sofro.
não é fácil existir, se fosse de que serviriam todas as coisas que se inventaram com a desculpa da utilidade. se já não é fácil somente conjugar o verbo imagine-se então ser perfeito na sua conjugação....um desafio imenso, uma tarefa babilónica, digna de nenhuns... almejar a perfeição parece que rasa o não viver, ou pelo menos ausência de uma existência onde só nos permitirmos ser devido à nossa impermanência. 
sou imperfeita todos os dias de manhã, no risco preto e torto dos meus olhos, na medida da minha cintura, na robustez exagerada dos meus braços, na forma das minhas pernas, nos meus dentes manchados do café, no pelo que sai do meu sinal, e nos macacos teimosos que se aninham no meu nariz como se estivessem em casa. o meu cabelo chega a ser a marca do meu desalinhar, o  regressar a casa é a prova viva da imperfeição em que teimosamente me transformo 8 horas depois de me tentar aperfeiçoar; sou imperfeita quando te chamo, quando te falo, quando te ouço, quando resmungo e barafusto, quando digo palavrões, quando faço explodir o me coração com nervos que não devia ter, quando tenho vontade de apertar pescoços, banir pessoas da minha retina e da minha cabeça. sou imperfeita quando me viro para o outro lado porque não quero ir trabalhar, quando faço crescer o monte da roupa lá em casa, quando não consigo falar baixo, rir baixo, ser baixo, quando sou teimosa que nem um cavalinho feio e a mim chamo toda a sabedoria do mundo, quando defendo os meus e quando me transfiguro num eu mas forte. a minha imperfeição aumenta quando ponho uns sapatos que nada tem a ver com o tom da roupa, e durmo cheia de maquilhagem, quando não consigo parar de comer e quero muito emagrecer, quando não consigo parar de te olhar e o meu corpo precisa de dormir, quando me lembro mais de ti do que de mim, e lembro de todos para me esquecer de mim... e numa lista ainda maior que esta penso... e depois???? passo por mim todos os dias.... acompanho casa passo desta imperfeição feita carolina e transformo-a numa perfeição vazia (  ). sou assim, não tenho espaço para interpretações sabias e termos passiveis de sinónimos estanques, se posso ser parónima  porque vou querer ser homónima???
quase aos trinta certa que sou quase nada, mas um quase do tamanho daquelas gargalhadas inconvenientes que me saem sem filtro, percebo com nitidez que a minha gaveta da perfeição está vazia (   ) ... e que não quero enche-la, e se quisesse não podia, esse tempo não existe... a perfeição é estanque, pára em si mesma, e eu sou  um diabo de uma rapariga que tem certo dentro do quase nada que é, que não consegue por raio nenhum ficar parada ...




Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D