Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

16
Mar16

uma paixão ... Lisboa do coração

Carolina
descobri por entre a tua luz um lugar meu.
ultrapassei o medo que tinha em jovem de aqui chegar e por aqui ficar.
descobri que sair daqui para outro lugar é sempre melhor quando sei que é para aqui que vou voltar. 

dei sentido ao meu lugar nas tuas ruas, o meu lar anda entre o rio do lado do oriente e o rio mais ao centro. descobri que todos os teus caminhos e todas as tuas ruas, podem ser casas para morar, e sempre me levam a casa onde moramos.
desço a Almirante Reis como se palmilhasse um mundo sempre novo, janto na mouraria como se estivesse a oriente, escondo-me no bairro e procuro comer com os olhos e com a barriga o melhor que tens para dar, o mais escondido, o distante desta ribalta de tantos turistas. 
corro em Belém com a tua luz no rosto, o teu cheiro de rio a fazer-me ofegar. ando a pé por ai, degusto as novidades e os clássicos. fazes parte dos meus dias, do meu caminho, mesmo quando vou de casa para o trabalho.
vezes sem conta te olho da Graça, cheia dela, com um livro, um tinto ou de conversa fora com ele, vemos o sol que esconde na sua missão de te deixar ainda mais brilhante. 
ver-te da ponte, com a cabeça de fora de janela, com os olhos de um lado para o outro é respirar-te, é fazer parte de que és.

a tua luz, que dizer dela, que dizer de ti..
andas algures entre os meus olhos e o meu coração.
apaixonei-me por ti, pelos teus cantos, pelas imagens que colocas na minha retina e no meu pensamento, pelas fotografias que tiro em teu redor, que fazem brotar palavras para as legendar; palavras que são todas poucas para as descrever. 
apaixonei-me por ti, e o meu amor maior vive comigo e contigo todos os dias, vivemos por ai, quando dançamos nas ruas, bebemos e brindamos a coisa nenhuma que não vai para lá do momento. tens a nossa casa Lisboa. tens em ti todas as nossas casas.

viste nascer o meu pai, a minha avó conta vezes sem contas histórias dos jardins e das pessoas que viviam em quartos alugados nas tuas rua outrora grandes, hoje pequenas para todos os que por lá passam. 

a tua luz é magia, o teu rio abre as portas do mundo a quem quer descolar..
apaixonei-me por ti, vivo por aí em ti Lisboa, sou mais feliz porque te tenho para voltar, certa que sempre que a ti regresso há uma viagem a começar...



photo: Hugo Coelho @Miradouro da Graça 

#PassaPorLá



Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D