Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

24
Mar18

Dar de comer a um bebé (os outros sabem tudo)!

Carolina

A aventura pelas papas e sopas cá em casa começou depois dos 6 meses. 

Depois uma semana atribulada normalizou. 

O Xavier come bem à colher, mas também come bem com a sua mão. 

Agora com 9 meses exagera na dose de conhecimento que precisa de ter do que lhe colocamos na boca, há dias que dar-lhe de comer é uma aventura de salpicos. 

Mas também quem é que gosta de comer sem saber o que vai comer? Ninguém certo? Não sei, porque nós adultos esperamos isso de um bebé. 

Com um pediatra que acabou por tratar o tema de forma muito natural, até ligeira o que no ínico me deixou nervosa mas que depois me esclareceu as dúvidas, lá fomos nós nesta aventura de escolher e fazer a comida do miúdo. Mais uma vez, como até aqui tenho seguido o meu instinto. 

Quando lhe pusemos a banana, a maça ou a cenoura na mão, foi um ai Jesus. Vai engasgar-se, é pequeno, ainda te vais arrepender. Sorrimos e acenamos, que no final das contas quem o alimenta sou eu ou o pai,  por isso eu é que sei, vá e ele também!

Começamos com sopas básicas. 3 semanas depois a juntar e misturar mais que 4 legumes que ninguém merece comida sem sabor. As frutas igual, no final de 3 semanas já comia manga, papaia e abacate. 

Quando começamos com as papinhas, fiz umas caseiras com flocos de aveia e arroz demolhados, mas confesso que achei melhor escolher alguma papa de pacote biológica e sem açucares e conservantes para agilizar saídas de casa e dias mais difíceis. O miúdo não reclama e come tudo. Acho que gosta da textura e do sabor dos cereias.

Muitas vezes faço as minhas papas com fruta e batata doce, farinha de coco ou de arroz e aveia e se tiver completo com o meu leite. Uma vez ou outra fiz umas panquecas que ele gosta muito. 

Assim vou alterando e dando várias opções de sabores e nutricionais ao mais pequeno.  

Não come bolachas Maria, a minha mãe sofre muito com este tema, acha que ele é um coitadinho que come umas bolachas de aveia orgânicas sem sabor ou umas tostinhas de bebé que adora. Mas como são duras há  semprequem ache que se vai aleijar com elas. E como não são doces há quem ache que ele é um coitadinho e fica triste. 

Pessoas fofinhas os bebés são espertos e desenrascam-se muito bem a comer. Devemos vigiar e estar atentos mas deixar que experimentem, claro, alimentos que se ajustem à sua faixa etária. Acho que temos de nos deixar de medos e fundamentalismos para uma coisas e ao mesmo tempo evitar outras, como  dar aos miúdos açucares numa fase, em que estes não o pedem. 

Ainda não ouvi o Xavier a dizer-me eu queria mesmo era uma bolacha Maria mãe...

Na alimentação, como no banho, como no sono, há sempre alguém que sabe tudo e diz que é melhor assim. Há sempre um bebé perfeito que come, não suja, quer mais e não rabuja. Há sempre um no meu tempo e com os meus filhos... Há sempre um não  mistures isto com aquilo, primeiro a pesacada depois o carapau. Aquilo faz cólicas, os iogurtes têm de ser de bebé... (so long, so long).

Eu continuo na minha, há sempre o meu filho, a nossa casa, os nossos dias. Ele é diferente de todos, nós também. Assim seguimos um caminho da alimentação que melhor se ajusta a ele que come e a nós que o alimentamos. 

O Xavier não é um bebé gordo (graças a Deus não herdou isso da mãe), também não é muito alto, como diz o pediatra está a crescer na proporção certa e bem, não se ponha a compara-lo com outros! 

O Xavier é um bebé feliz, gosta de comer, umas coisas mais que outras como qualquer pessoa. 

Gosta de sopa com couve flor, adora manga e papaia, não é fã de iogurte (dou os bio naturais do Lidle). Come tudo umas vezes melhor que outras. Há dias que se pudesse só queria maminha, principalmente se está doentinho, mas a mamã insiste e ele come um bocadinho. 

Por agora seguimos num caminho sem açucares adicionados, com legumes e frutas biológicas quase sempre, com carne e peixe que achamos serem de qualidade. Seguimos sem fundamentalismos e  somos flexíveis. 

Já me esquecia, muitas vezes quando saímos mais que um dia, come potinhos de comida, e gosta, tentamos escolher os biológicos e com menos conservantes, sabemos que não há nada que chegue a comida caseira, (sabemos que estamos na lista dos piores pais por isto) mas às vezes também nós vamos a uma cadeia de comida rápida e o que é que nos acontesse para lá de termos de correr mais na passadeira do ginásio? -Nada... Diz que a vida é mesmo assim. 

 

As mães agradecem a quem sabe sempre tudo sobre ser mãe e sobre ter filhos em especial sobre os filhos dos outros. Muitas vezes é mesmo isso agradecer e depois não ouvir, nem reter e seguir por diante. 

Haverá sempre quem saiba tudo. Haverá sempre temas difíceis, a alimentação é só um entre muitos, haverá sempre quem critica e diga que está certo ou errado o que tu estás a dar de comer ao teu filho. Porque melhor é dar muitas bolachas, papinhas de sabores e daqui a nada um suminho de pacote no biberon porque é doce e ele bebe melhor que água... para não ser como quem sabe tudo, resta-me dizer: cada um é que sabe dos seus bebés! 

Em suma dar de comer a um bebé pode ser um grande aventura!

29530385-4C3B-47AD-8F71-C2EB0FB9A1CB.jpeg

 

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D