Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

16
Dez13

constatações

Carolina
há dias que acordo literalmente inundada de questões, parecidas com dúvidas existenciais, mas que não o são, dada a sua carga de parvoíce associada. 
parvas ou não são minhas e respeito-as muito por isso, e tenho quase a certeza que de alguma forma todas as pessoas algures no caminhar da sua existência param e se perguntam no mínimo por alguma delas... se não o fazem talvez não vivam talvez se limitem a reflectir a energia de quem por aí anda a mexer com o mundo.
não sei o que fazer com determinadas pessoas, aquelas que ultrapassam a parvoíce natural a que todos nos podemos dar ao luxo, e que estupidamente acham que acima de qualquer ser são piadeticas, donas dum humor ou dote de comediante e então passam o tempo às piadas, mesmo quando lhes acabou o lubrificante... a minha questão é, o que fazer com elas?! a minha vontade? coloca-las amarradas em frente a um espelho e obriga-las a ouvirem as suas piadas dias a fio, até que as mesmas se acabem!
depois há as pessoas que acham que sabem tudo, e não falo daquelas que têm dias em que acordam assim (porque isso às vezes também me acontece), mas sim das que acham efectivamente que a inteligência nasceu só para elas, assim sendo têm assento no reinado supremo das maiores e mais sábias opiniões; com estas não tenho o menor dúvida do que fazer; há um botão que conseguimos desligar simplesmente, e assim deixamos de ouvir, gestos como acenar de cabeça e sorrisos ajudam a disfarçar; porque contrapor é de facto perder energia numa conversa que não andará do mesmo sitio nem passado duas horas. 
depois há as pessoas que de cinco em cinco minutos se revoltam contra o mundo na figura da sua própria vida, e conseguem em 5 minutos destruir-se em palavras e destruir tudo o que o mundo lhes dá, são aos olhos delas os maiores negrumes da face do planeta, mas quem olha, acha que pronto dá Deus nozes a quem não tem dentes, mas com estas aprendi a desistir, porque enquanto a imagem delas não melhorar podia enviar-lhe barras de ouro para casa, que o mundo seria o pior porque a casa era pequena para as guardar... 
pergunto, constato, porque é o ser humano este bicho complicado que nunca está bem? que se vira do avesso em 5 segundos porque o céu não está no panton correcto e o o vento lhe embaraça o cabelo todo. porque lutamos contra os cabelos encaracolados que a natureza nos deu, quando quem tem o cabelo liso deseja ter caracóis... porque conseguimos reunir tanta estupidez num minuto, tanta maldade noutro... 
constato que somos muitas vezes perto de nadas em crash completo connosco próprios, mas nada com capacidades enormes de sermos tudo... constato as seguir que tal não é linear, e que sofre excepções, que falo de médias, porque alguns exemplares chegaram a este mundo desprovidos de toda e qualquer capacidade que lhes permite sair do exagero da estupidez natural para estádios momentos escassos de alguma falta dela ... e assim estamos algures por aí...

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D