Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

20
Jul17

os amigos e os Amigos!

Carolina

los-amigos-se-preocupan-por-ti.jpg

 

Dizem os calendários das redes sociais que hoje é dia dos amigos. 

Como se fosse preciso motivo, para celebrar a amizade...

Os amigos, a família que escolhemos, aqueles que de alguma forma nos escolhem, independentemente das circunstâncias das nossas vidas, não escolhem calendário, ou esperam presentes.

Considero amigos aqueles que sobrevivem a todas as distâncias, distâncias de kms, de anos, de discussões, de desencontros, de tudo. Aqueles com quem falamos depois de muito tempo e parece que estivemos juntos ontem, aqueles que estão aqui, mesmo quando estão lá.

Considero amigos aqueles que procuramos nas situações mais dificies e têm uma palavra seja ela qual for, memso que seja palavra nenhuma, aqueles que com dureza. frieza nos chamarem à razão, para nos dão na cabeça, que nos afagam a alma, que nos abraçam, que nos ouvem, ou que simplemente nos acampanham nos piores silêncios. Acima de tudo, descobri com o tempo que os amigos são aqueles que ficam mais felizes com a nossa felicidade. 

Desde a gravidez que muitas vezes senti alguma solidão, solidão de amigos, solidão de ter por perto, aqueles que estão quase sempre na minha vida. Creio que quando a nossa barriga está gigante, por muito práticas, enérgicas (na medida do que a propria gravidez deixa), que sejamos, há programas e situações em que não nos enquadramos, em que de forma natural as pessoas não se lembram de nós, há programas que não fazemos, porque a nossa condição muitas vezes não deixa, há progrmas que deixamos de fazer, por algum esquecimento.

Creio que a nossa condição e as nossas hormonas nos colocam mais sensiveis, sentimentais e mais assim...

Acredito que agora na maternidade, o mesmo acontença, ainda não tive muito tempo para me dedicar a outras coisas que não o meu filhote, apesar de já termos saído para alguns programas a três e ter saído para umas caminhadas e compras sozinha, ainda não sei o que é "voltar à vida". Sei que falo menos com pessoas, e que também penso menos nelas, acredito que menos presente, elas se lembrem menos de mim e de nós.

Em alguns destes últimos dias, entre dar mama, mudar fralda e deitar o filhote, senti saudades de fazer coisas com as minhas pessoas, fazer coisas sozinha, aquelas coisas como queimar tempo, beber um café, um copo, não fazer muita coisa, parvar ou ir aos saldos...  mas passo a passo virão as novas rotinas, e encaixaremos o nosso filho da azáfama dos dias, terei tempo para estar com os amigos, tempo para mim no meio do tempo para nós.

Mesmo que os amigos, muitas vezes nestas situações acabem por nos procurar menos, cabe-nos a nós de alguma forma mantermos a ligação, não deixarmos de tentar saber deles, mostrar que estamos de porta aberta mesmo que com menos tempo para efectivar encontros. Cabe a todos investir, dar espaço e afectos, para que amigos se continuem a chamar de amigos.

E ao longo da vida, a cada momento que passamos, fará ela a selecão dos amigos que amigos são, amigos ficam, mesmo que fisicamente menos presentes, mais distantes ou ausentes. 

Tenho a sorte de amigos  ter por perto, sorte de ter quem aparece, quem trás a marmita para almoçar comigo mesmo que eu ande a hora de almoço entre colo e fraldas, que manda mensagem a dizer estou aqui, como estás, quem à distância me faz sentir que com eles posso contar. 

Sorte de ter amigos que se ajustam à minha condição, e que escolhem manter a nossa amizade, mesmo quando as circuntâncias da vida mudam, quanod nos esquecemos que existe um telefone, um tempo de ligar, ou perdemos a vontade de sair de casa porque o sono se apodera de nós, ou precisamos mesmo de ir ao cabeleireiro ou à depilação em vez de beber um café.

Dizem que hoje é dia dos amigos, mesmo que nos outros dias não possamos viver sem saber da existência deles, mesmo com a certeza que não existimos para estar sozinhos, que somos mais felizes com estas pessoas do coração algures perto ou simplemente algures.

Sorte de quem tem Amigos, amigos de sempre, mesmo que sejam recentes, mesmo que sejam de infância, mesmo que sejam de qualquer tempo, ou que ainda estejam para vir. Amigos que são mais que amigos de circuntância, do momento e de interesse. 

Sorte de quem sabe alimentar, manter e quer ter na sua vida as amizades da vida e amizades de todos os caminhos, que não descarta, arruma e esquece sem nada dizer a  amigos que num qualquer momento foram companheiros!

Sorte de quem escolheu, sem dúvida, fazer um bo investimento, onde se aprende a dar muito antes de receber!

Aos meus Amigos, aqueles que mais que amigos são e de quem Amiga sou, dias felizes sempre, rodeados de quem nos faz bem, porque só assim poderá a amizade fazer algum sentido.

 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D