Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

21
Ago07

O maior Urso que conheço, Tu...

Carolina
A estupidez petrifica-me quando ouso pensar diferente, quando ouso por momentos vislumbrar mesmo que na penumbra, um nós diferente, ou simplesmente um nós.
Não enjoo de ti, não enjoo teu corpo, não enjoo o cheiro que se cola no meu corpo e reconheço nas distâncias e me fala de ti, quando nunca estás. Não nego a força da atracção, o poder do corpo, a paixão borbulhante que me faz esquecer de mim, das angústias e das dores, das ressacas e dos pesadelos, das insónias acompanhadas de aridos pensamentos, onde te afastas, te perdes e como fogo de dás e consomes num campo quente diferente, que não o meu.
Enjoa-me a tua premiscuidade, não a que partilhas comigo, mas aquela que usas e nunca deixas de lado quando tens e sabes que tens uma mulher a sentir por perto. Enjoa-me cada palavra que dizes e em que podia acreditar e enjoa-me por já não poder ouvir e sentir o seu significado.
Para ti sou carne, para ti sou eu, tudo e tudo, menos o resto, menos o traço que em copola se podia diluir em ti.
Talvez porque tenho de crescer, talvez porque o meu coração não pode parar de cada vez que eu quero, não pode parar porque tu existes, porque mais ou menos assumidamente te espero, porque vagamente até podia ser bom esperar-te...por tudo isto e por nada disto tenho de olhar em frente, sentir a serio quem me quer sentir, envolver-me como tu envolves, bater com a cabeça e com o coração, deixar que me amem e retribuir com amor. Sou mulher, posso sentir esse amor, e posso acima de tudo dar um pouco dele a quem o queira..talvez por isso, Tu o maior urso que hoje conheço, tenha que ibernar, ibernar em mim, ou de mim, ibernar, para que eu possa respirar... O urso que só me come, pode muito bem, continuar a comer outro peixe, porque hoje apetece-me migrar para outro mar..
Talvez um dia saias da gruta, talvez um dia, eu seja mais que peixe, talvez esse dia nunca chegue, e na volta passe a chegar tarde demais...
Não posso esperar um urso, quando ele diz ao mundo que não há espaço para mim na sua caverna...
Mesmo urso, és o que és, só que doi demais lamber as tuas feridas, ocupar o meu colo contigo, e saber que logo a segui, no dia qu chega, volto a ser pouco mais que um peixe, e doi saber, sempre a passar por lá, eu te consigo ver sempre mais que O maior Urso que conheço...

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D