Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

26
Jul07

Especial...

Carolina
Cada sussuro quebrado no vento, o no treixo incerto de uma névoa qualquer que se põe nesta ou noutra manhã, no outro e em qualquer um amanhecer, é bem especial. Cada respirar e bater de folhas, melhor folhagens que se batem até o cair desmiolado do outono, é especial... Cada pessego que acaricio como se tivesse um bébé em minhas mãos, tentando arrepiar-me com o doce agreste da sua pele amarelada é especial...
Cada regresso e cada partida, cada lugar e cada sentido, lugar nenhum e tanto silêncio, tudo conotado de especial. Cada vontade, cada umbigo unico a assumir-se como o mais egoista de um orgão do corpo que sabe que não é, é especial...
Cada desejo e cada desarme, cada cabelo que cai e escorrega pelos meus ombros, ainda agora e aqui, com a força de quem já não se aguenta agarrado é especial... tão especial como o momento, a cegueira que poderá carregar, o entusiasmo ou a desistência, o estranho, o que não se vê e não se conhece, o que se descobre e o que se encobre, e porque não a minha, a tua voz...
Cada solto e tremulo ar que exalas que nunca bate aqui, na ninha nuca, que nunca passa para a frene dela, devagar, como que inaugurando um espaço que nunca se abriu, cada restia da água da tua boca a que nunca passa aqui entre a minha orelha e a linha que descando termina bem junto ao meu seio esquerdo. Cada mão tua que não me toca e cada mão minha que não as conduz por mim...tudo simplesmente especial... Cada caminho do teu corpo, que não tenho, em mim...cada som que não ouço, a chegar longe e perto ao meu ouvido...cada olhar e cada fechar de olhos, cada aperto bruto, que não dás nos meus braços, e cada vez que a minha carne, que não sentes, suavemnete se deixa prender entre os teus dentes...Cada vez especial!
Talvez especial como as quimeras,os oasis, as simples realidades, os pesadelos e as palavras duras, os abanões, as pressas e as tropelias. Especiais como as promoções do super mercado, como as viagens e os passeios de quarta feira a tarde, que podia ser outro dia qualquer...especiais como tudo o que não disse, como tudo o que são e mais um todo infinito do que sempre o tudo poderia ser...
E depois há quem diga...especiais como tu...
Para mim, sempre melhor do que o diz, é o que sente esse especial, o que o vê...e que não precisa de o dizer, para o exteriorizar, para o viver... pena muita, que seja sempre este o que mais teme passar por lá, para poder ser, olhar, esconder, sentir, ainda Mais Especial..

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D