Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

29
Mar16

o que andei a ler #1

Carolina

normal é o amor entre opostos, (mais normal do que pensamos) é raro, mas existe, mesmo quando se dúvida;  habita no escuro por vergonha, muitas vezes é estranho, não se mostra às primeiras, nem em posts do facebook,  mas pode existir entre duas pessoas por vezes distantes, diferentes que de uma forma inexplicável, e num momento ao dia aproximam os seus corações. 

lixada é a visão dos outros, a descrença nos amores improváveis, a análise  fria de que o mundo se move por interesses e não por amor, a ideia de encher o corpo de vida para matar a fome do coração, até que um dia ele se cure.

morremos em vida por falta de amor, fazemos da morte um oficio para ganhar para viver, e vivemos com os que se importam connosco por perto... 

desde a "máquina de fazer espanhoís" que sou fã do valter hugo mãe, passei pela sua "desumanização" que me soube a pouco e encontrei este divertido e bom "apocalipse dos trabalhadores". recomendo. andei a ler durante 3 dias e gostei muito. 

Photo #PassaPorLá


28
Mar16

à segunda, para guardar a semana inteira! #1

Carolina

- encontra tempo para ti, para ler o que quiseres, para aquela photo, para não fazer nada, para ti...

- desprende-te de algo que não precisas, uma coisa arrumada que não usas, um ideia que te magoa, saudades de quem já não se lembra de ti, um hábito que queres mudar.

- cuida de ti, o teu corpo e da tua alma, de um de cada vez ou dos dois juntos, o resultado será mais energia, vais ver.

- não queiras fazer tudo de uma vez, nem guardes tudo para a última, passo a passo conseguirás fazer o que te propões, uma coisa de cada vez e a lista vai diminuindo. 

- errar e não acertar é como tropeçar em qualquer coisa, tem solução fácil: recomeça, faz de novo, tenta. 

- se (mesmo assim) não conseguires fazer, pede ajuda. vergonha não é não saber, mas saber que não se sabe e não fazer nada para mudar isso. 

- ouve a tua música mesmo que não seja a demais ninguém. 

- viaja um bocadinho todos os dias, mesmo sem sair do lugar, rumo ao destino que mais gostas, ao desejo que queres concretizar, ou vai mesmo  a um lugar onde há muito queres ir. 

- o teu norte está dentro de ti, não te deixes esquecer disso... (às vezes a viagem até ele é um pouco mais longa, mas ele está mesmo dentro de ti) . Passa por ele. 

e se não quiseres ou puderes fazer nada disto, anota, e tenta noutra altura qualquer; e Sorri, que a semana melhora. 

 boa segunda, boa semana! 


#PassaPorLá 







Photo: AD at Perito Moreno, 2016.


17
Mar16

música para os meus Ouvidos .1

Carolina
cá em casa não gostamos muito da Capicua, apesar de admirarmos a mulher e letrista que é, o seu som foge à normal banda sonora dos nossos dias.

mas este tema tem sido uma passagem constante pelos meus dias e pelos meus ouvidos. culpa do Ride ou não, sinto que existe noite do tema, como se sentisse a  força do absinto, passa por mim a vontade de tragar um tinto e parar o tempo um sono intenso.
mais um copo, mais uma noite e fumo denso. o silêncio é o encaixe perfeito para esta som, que é para os meus ouvidos.

#PassaPorLá
16
Mar16

uma paixão ... Lisboa do coração

Carolina
descobri por entre a tua luz um lugar meu.
ultrapassei o medo que tinha em jovem de aqui chegar e por aqui ficar.
descobri que sair daqui para outro lugar é sempre melhor quando sei que é para aqui que vou voltar. 

dei sentido ao meu lugar nas tuas ruas, o meu lar anda entre o rio do lado do oriente e o rio mais ao centro. descobri que todos os teus caminhos e todas as tuas ruas, podem ser casas para morar, e sempre me levam a casa onde moramos.
desço a Almirante Reis como se palmilhasse um mundo sempre novo, janto na mouraria como se estivesse a oriente, escondo-me no bairro e procuro comer com os olhos e com a barriga o melhor que tens para dar, o mais escondido, o distante desta ribalta de tantos turistas. 
corro em Belém com a tua luz no rosto, o teu cheiro de rio a fazer-me ofegar. ando a pé por ai, degusto as novidades e os clássicos. fazes parte dos meus dias, do meu caminho, mesmo quando vou de casa para o trabalho.
vezes sem conta te olho da Graça, cheia dela, com um livro, um tinto ou de conversa fora com ele, vemos o sol que esconde na sua missão de te deixar ainda mais brilhante. 
ver-te da ponte, com a cabeça de fora de janela, com os olhos de um lado para o outro é respirar-te, é fazer parte de que és.

a tua luz, que dizer dela, que dizer de ti..
andas algures entre os meus olhos e o meu coração.
apaixonei-me por ti, pelos teus cantos, pelas imagens que colocas na minha retina e no meu pensamento, pelas fotografias que tiro em teu redor, que fazem brotar palavras para as legendar; palavras que são todas poucas para as descrever. 
apaixonei-me por ti, e o meu amor maior vive comigo e contigo todos os dias, vivemos por ai, quando dançamos nas ruas, bebemos e brindamos a coisa nenhuma que não vai para lá do momento. tens a nossa casa Lisboa. tens em ti todas as nossas casas.

viste nascer o meu pai, a minha avó conta vezes sem contas histórias dos jardins e das pessoas que viviam em quartos alugados nas tuas rua outrora grandes, hoje pequenas para todos os que por lá passam. 

a tua luz é magia, o teu rio abre as portas do mundo a quem quer descolar..
apaixonei-me por ti, vivo por aí em ti Lisboa, sou mais feliz porque te tenho para voltar, certa que sempre que a ti regresso há uma viagem a começar...



photo: Hugo Coelho @Miradouro da Graça 

#PassaPorLá



07
Mar16

Paciência!

Carolina
O tempo, queremos mais, que passe mais devagar... Queremos contemplar os dias, os momentos que as passam na correria das horas. Teimosamente ele não para. 
Mesmo que todos os relógios ficassem sem pilha, corda ou electricidade, ficaria o céu encarregue de nos lembrar do seu passar! 

Este tempo, talvez o tempo destas idades, quando passa, também leva as coisas boas rápido demais, e faz as más intensas e mais dolorosas.

O tempo que passa por nós, ensina-nos a serenar a nossa alma; a energia de querermos sonhar tudo, passa a ser a energia de queremos fazer algo, crescer com os nossos projectos, fazer acontecer coisas nossas.

O tempo, espelho no horizonte, riscado nas estrelas, existe também nas marcas do sol do nosso rosto. O tempo o que fazemos dele e o que ele faz connosco, o que faz de nós, desenha os dias com a nossa história e ela sulca nele os melhores momentos, ou os mais marcantes. 
O tempo que nos levamos a conhecer, a escutar, a querer, a fazer viagens  sem fim, será sempre mais do que encerra, será sempre um caminho novo.

O tempo que nos traz a sabedoria de ser pacientes, de esperar, de esperar fazendo acontecer. O tempo que nos faz sábios e pacientes, com o olhar, com um abraço, com o deixar que ele ponha tudo no lugar. 
O tempo que nos leva por caminhos novos. O tempo sábio que teu deu tamanha paciência para me levares no teu caminho, para me amares nesse caminho. O tempo que trouxe a sábia e tão paciente paciência que tens em aturar-me. O mesmo tempo que me deu a sabia vontade de me deixar aturar...

Olho o mundo mais devagar, peço ao mundo tranquilidade, tento não pensar em nada, ou aprender a ficar perto dessa ausência de borbulhar  na mente, peço para ser melhor, mais paciente...a tua paciência ensinou-me mais de tudo isso. 
Olhar e ver, ouvir mais que dizer, contemplar só...


Paciência é amor... E amor é saber que às vezes tens paciência por nós dois...

Obg 



Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D