Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Passa Por Lá

Passa Por Lá

09
Mai14

Insanidades do Universo e dos que Nele habitam!

Carolina
há muito tempo que acredito que o universo é um conspirador, o maior, e que ele próprio se encarrega muitas vezes de juntar conspirações menores em agrupamentos perfeitos que nos chegam já muito certos da existência que vão ter... 
o universo e os seus habitantes são conspiradores, e joguetes muitas vezes, peças que a conspiração move para presentear o mundo com a sua forma certa de ver as coisas a deslindar-se correnteza fora. 

sei que quem nega esta força conspiradora, sei de quem lhe chama destino, sei de quem prefere que se diga fatalidade, e de outros que com medo do peso de algumas palavras e da energia que sabem que carregam , simplesmente a apelidam de fado.....

nestes tempos em que a realidade ás vezes parece estranha, sinto as energias baralhadas, como se em volta do mundo, dos que nele habitam pairasse a insanidade de direcções opostas, dúvidas e anseios, decisões e não decisões, parece que estamos direitos, mas sempre ao contrário. 
e depois, bocas abertas, queixos caídos, e surpreendentemente uma nova conspiração e toma lá morangos mesmo depois de pedires bananas. 

há uns anos atrás, foquei-me em perceber o conceito de impermanência. é difícil de perceber e conjugar quando se acredita numa energia do universo, numa conspiração alinhada, um destino traçado, saltitante e surpreendente, que faz muitas vezes com que pareçamos loucos, e que o próprio universo pareça insano. acho que cheguei a conclusões, pelo menos de um, eu posso mudar toda e qualquer permanência, na realidade ela não existe, e esta é mais uma das insanidades dos que Nele habitam, (entre um estendal de tantas outras, onde basta puxar da corda e usar ou não cada uma delas).

insana descoberta, ou tentativa essa,  como este texto, cheio de voltas que saíram deste lugar mas não foram a lado nenhum. ideias soltas em que constato a loucura, dentro e fora de mim, nos outros, nas suas vidas, na minha vida, em que percebo a impermanência constante em que vivemos e que não estamos ou podemos estar...certezas que nada é certo, mesmo com tanta energia a conspirar para que alinhado aconteça. diz que este caminho é outro, e que nele estamos enquanto as nossas insanidades se cruzam com as deste universo, e enquanto ele conspirar com todos para que juntos passemos algures num lá que não têm balança calibrada....

mundo louco gosto de ti, pessoas loucas adoro-vos, insanidade fazes da conspiração imagem quase perfeita! ( e é isto) 

Sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D